Semana de Comunicação atraí seus olhares para a última noite

Na sexta-feira,9, a sala de eventos da Uniuv foi inundada pelo carisma do brasiliense Mauricio Fonteneles

Continue reading “Semana de Comunicação atraí seus olhares para a última noite”

Últimos dias: alunos do 6º semestre contam como está sendo o período do fim das aulas

Aluno: Jose Ernesto Wenningkamp Junior

 Para muitos, o ano de 2018 passou voando. Imagina então que para aqueles que além dos afazeres tradicionais tiveram os encargos do penúltimo ano da faculdade e o início dos trabalhos para o temível Trabalho de Conclusão de Curso, o TCC.

As aulas estão prestes a ser encerradas, mas para os alunos do sexto semestre de Publicidade e Propaganda, os últimos minutos do ano letivo estão sendo de muito trabalho e dedicação.

“As últimas semanas estão exaustivas”. É assim que Kely Miranda resume como está sendo este semestre, que acaba preparando os alunos para o derradeiro TCC. Para ela, o terceiro ano como um todo foi muito produtivo, pelas realizações que o curso acabou promovendo para a vida acadêmica dos alunos. “Por outro lado sinto que as exigências do último ano semestre do ano foram extremas!”

Tensão, poderia ser a palavra utilizada para resumir a situação emocional de quem está com um pé no início do TCC. Natalia Aguiar lembra que o sentimento é de expectativa e de nervosismo para o encerramento do ano. “A gente quer terminar tudo ao mesmo tempo né. Tem muita coisa acontecendo junto, e a gente quer terminar bem. Se a gente passar por esse, o TCC vai ser mais light”.

 

A nova grade

 

Iniciada em 2016 a nova grade dos cursos da área de Comunicação Social do Centro Universitário de União da Vitória – Jornalismo e Publicidade e Propaganda – teve modificações pontuais na formatação dos trabalhos que antecedem o início dos trabalhos do último.

Para Kely, a questão da turma ser a primeira da nova grade de ensino, fez com que eles se tornassem protagonistas de uma história diferente das vividas por outras turmas já formadas pelo curso. “Este planejamento está bem bacana, as matérias são muito coesas e isso tornou muito produtivo o ano”. A acadêmica completa que nessa última semana de aula está sendo uma mistura de frio na barriga e alegria. “Estamos a caminho do quarto ano e isso significa que logo partiremos para uma nova jornada da vida”.

Se em 2018 o ano passou rápido para muitos, em 2019 o TCC pode fazer com que o novo ano passe como um piscar de olhos.

Atlética de Comunicação faz bonito na quinta edição do Jogos da Uniuv

Entre os dias 1 e 10 de setembro nas dependências do complexo esportivo do Centro Universitário de União da Vitória (Uniuv), ocorreu a quinta edição dos Jogos Intercursos

 

O mês de agosto chegou e com ele a quinta edição dos Jogos Intercursos da Uniuv. Neste ano a competição apresentou novidades, além de ter tido uma duração maior – foram oito dias entre o início das eliminatórias e grande final. Houve também a participação dos líderes de torcida e a competição de pebolim nas categorias masculino e feminino.

 

A Atlética de Comunicação Social, pioneira entre os cursos da instituição, este ano teve como auxiliares do mascote “Galo” o quinteto de líderes de torcida, formado por acadêmicos do curso. Katia da Luz, uma das líderes, lembrou que essa novidade animou a torcida em conjunto com o mascote. “É algo diferente para a nossa cidade, foi uma coisa que animou a faculdade”, explica.

 

 

Lideres de torcida e o mascote do curso. Foto: Reprodução Uniuv

 

 

Outra novidade dos jogos, a competição de pebolim,  trouxe o campeonato para a Atlética de Comunicação. No feminino, Emanuela Tracz e Ingridy Svidnicki foram campeãs, já no masculino quem ficou com o troféu de primeiro lugar foi a dupla Patrick Soares Lourenço e Luis Sebben.

 

Emanuela Tracz. Foto : Reprodução Uniuv

 

Gabriela Borges de Souza, hoje egressa da instituição, participou desde a fundação da agremiação, sendo a primeira presidente. Neste ano, ela voltou as arquibancadas do centro esportivo para auxiliar na organização do grupo. “Este ano a diretoria funcionou legal, eles correram atrás, fizeram o que tinha que fazer para que tudo ficasse perfeito durante os jogos”. Gabriela revela que se sentiu orgulhosa por ver como o evento e a participação dos acadêmicos cresceu. “Eles conseguiram dar continuidade e melhoraram muito mais, até em relação ao mascote, que no primeiro ano era apenas a cabeça do galo”. Pelo segundo ano consecutivo a premiação de melhor mascote foi para o “Galo” de comunicação. Porém esse ano o troféu foi dividido com o Urso Polar da Atlética de Odontologia.

 

Evolução do mascote da Atlética de Comunicação Social. Fotos : Reprodução Uniuv

 

No quadro final, além dos troféus na disputa do pebolim e de mascote, a Atlética de Comunicação conquistou o de Melhor Torcida, sendo assim a única bicampeã dos jogos. O primeiro título foi conquistado em 2016.

 

 

Nem tudo se ganha

 

Na competição de Just Dance e futsal feminino os times dos cursos de Comunicação Social não obtiveram êxito, saindo nas fases eliminatórias. Eloisa Winter, acadêmica do segundo ano de Jornalismo, disputou as duas modalidades. Ela lembra que no futsal o time parou já no segundo jogo quando perdeu de 7 a 1 contra administração, mas que a união entre as jogadoras foi grande desde os treinos. “Teve quatro treinos, dois eu não pude participar por causa do (projeto) Rondon, mas todas estavam bem unidas, tanto que quando o jogo acabou, eu, a Dada e a Lu choramos muito pela eliminação”.  Para ela a união das torcidas foi algo que superou as expectativas e surpreendeu a todos. “Foi bonito ver o pessoal unido, torcendo junto”, afirma.

 

Lucio Kurten dos Passos, vice-reitor da instituição e professor dos cursos, afirmou que ao final desta edição, a reitoria junto com o curso de Educação Física já começam a organizar e pensar a edição de 2019, que segundo ele deve abranger novas modalidades e uma maior participação tanto de acadêmicos quanto da comunidade em geral.

 

 

 

 

 

 

 

 

Mesa Redonda sobre Gênero na Comunicação foi um sucesso

Conservadorismo e questões religiosas são alguns fatores que fazem o tema de gênero e sexualidade não adiantar no Congresso brasileiro. Mais do que uma “modinha”, o assunto é sério e precisa ser discutido. Em qualquer área é bem-vindo conversar sobre, mas, os futuros comunicadores e formadores de opinião, em algum momento da  carreira irão se deparar com o tema, e é o mínimo saber como lidar e escrever coisas erradas.

Não existe um lugar ideal para debater essas questões, mas é válido e precisa ser ressaltado a importância de se discutir essa pauta, em uma instituição de ensino. Por isso, no dia 21 de novembro, aconteceu no Centro Universitário de União da Vitória, a Mesa Redonda com o tema ‘Gênero na Comunicação’. O evento foi planejado pelos acadêmicos do sexto semestre de Jornalismo, com a orientação da professora Angela Farah.

O evento contou com a presença da professora de História da Unespar, Dulceli Tonet Stacheski, o representante do movimento LGBTI – União da Vitória, Felipe Bueno, da professora do curso de Publicidade, Tatiane Banisk, e como a mediadora a professora Angela.

Os assuntos tratados no dia foram sobre a vulgaridade e desprezo que a mulher é e foi tratada na comunicação e também todo o preconceito com pessoas LGBTI. Desinformação é um ponto característico dessas situações que resulta no preconceito e o uso errado de conceitos ligados a esses dois perfis.

Quando o assunto foi a mulher na publicidade foram dados inúmeros exemplos pelos convidados para compor a mesa e os que foram assistir. Um muito lembrado foi a vulgaridade que a mulher é submetida por algumas marcas. Propaganda de cerveja foi uma lembrada. Algumas marcas de cerveja ainda associam o produto “cerveja” com o produto “mulher”.

Algum tempo atrás as pessoas podiam ver que nas marcas da bebida que as mulheres se tornavam o foco principal da propaganda e os homens que bebiam destas cervejas, tinham o poder de conseguir todas elas apenas por beber a “loira gelada”. Isso ajudou  a prejudicar a imagem da mulher. Outro ponto marcante da noite foi o depoimento de duas publicitárias presentes na plateia, contando a dificuldade de se trabalhar em ambientes quase todos machistas. Uma delas relatou que já fez toda uma campanha, mas na hora de vender o produto final, foi preciso passar para dois homens, publicitários, porque passaria mais credibilidade e venderia mais fácil. Elas destacou que isso só reflete o quão a sociedade machista está impregnada em várias situações e lugares.

 

Guilherme Braiam:

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Felipe Bueno, representante do movimento LGBTI, contou como a imprensa se comporta diante dos manifestos feitos nos últimos anos. Ele conta que no primeiro ano, como foi a primeira vez que aconteceria a imprensa local compareceu em peso. Já no segundo evento que aconteceu esse ano, não teve nenhuma empresa de comunicação para cobrir o manifesto. Bueno acredita, que pode ser um descaso com o movimento, mas não perde as esperanças de um dia ter a imprensa local presente.

A Mesa Redonda teve êxito como um primeiro encontro, e já haverá uma próxima edição no ano que vem sobre outros temas importantes que precisam ser debatidos e estão sendo deixado de lado.

Fim de ano letivo 2017

Após os quatro bimestres de 2017, alunos definem o ano acadêmico e compartilham pensamentos

Repórter: Paula Partyka

O ano de 2017 ainda não acabou, mas o ano letivo já acabou no Centro Universitário de União da Vitória (Uniuv). Os acadêmicos de Comunicação Social contam que o ano foi principalmente de aprendizado e diversão.

Para Eduarda Benvenutti, que terminou o primeiro ano do curso de Jornalismo, a faculdade é ótima. “Superou as expectativas e foi muito interessante essa mudança do Ensino Médio para a faculdade”.

Eduarda diz que antes de começar a cursar a facudade, pensava muito em seguir na parte da redação jornalística ou telejornal. Mas com o decorrer do ano, segundo ela, apareceram tantas opções, que ela não sabe mais o que quer.

Para o próximo ano, seu objetivo é se aprofundar mais em cada área, principalmente nas aulas ministradas pela professora Ana Cristina Bostelmam, que é o que Eduarda se interessa. Ela comenta ainda que está ansiosa para aprender sobre grande reportagem.

A acadêmica do terceiro ano de Publicidade e Propaganda (PP), Luciane Casal, contou que essa etapa do curso foi um pouco mais pesada. “Esse ano não foi só teórico, colocamos muitas coisas em prática”, disse.

Foi um ano produtivo na perspectiva de Luciane. Apesar de ser corrido, devido as provas, trabalhos e também o desenvolvimento do estágio, que é uma etapa fundamental no curso, foi um ano “excelente”.

Em 2018, será o ultimo ano de faculdade de Luciane e ela espera poder desenvolver ainda mais trabalhos práticos e focar em planejamento e criação de campanhas, que é o que ela mais se identifica.

Gabriel Gajdeczka dos Santos finalizou segundo ano de PP e conta que o ano foi “relativamente bom”. Ele explica que durante o ano teve alguns problemas pessoais e familiares que acabaram abalando um pouco o caminho dos estudos da faculdade. Contudo, ele conseguiu concluir o ano e disse que “superou as expectativas”. Ele se interessa muito por criação e áudio visual e pretende focar nessas áreas.

No próximo ano Gabriel estará deixando a cidade de União da Vitória, por motivos pessoais, e consequentemente encerra seu ciclo de estudos na Uniuv. “Eu vou sentir falta da Uniuv e dos amigos que fiz ali, das coisas boas que vivi”, lamenta.

Os cursos de Comunicação Social da Uniuv tem duração de quatro anos, e de acordo com a professora Juliana Biscaia, a cada ano há um número maior de acadêmicos. O fim de ano letivo é um ótimo parâmetro da satisfação dos alunos, que defiram em cinco palavras como foi esse ano. Confira:

 

‘Série Criativa’ é produzida por acadêmicos de Comunicação Social

Acadêmicos de Comunicação Social produziram um trabalho com o intuito de mostrar a criatividade trabalhada em sala de aula. O projeto chamado de ‘Série Criativa’ foi criado pelo professor Fernando Gohl

Continue reading “‘Série Criativa’ é produzida por acadêmicos de Comunicação Social”

Acadêmicos de Comunicação participam das campanhas de vestibular da Uniuv

Os acadêmicos de Comunicação Social têm participação ativa nas campanhas de vestibular da Uniuv
Continue reading “Acadêmicos de Comunicação participam das campanhas de vestibular da Uniuv”

Agência Experimental de Comunicação está de cara nova

A Agência Experimental de Comunicação (Agexcom) mudou! Novos ares deixaram a agência com a cara do curso de Comunicação Social.

Continue reading “Agência Experimental de Comunicação está de cara nova”

Torcidas organizadas animam os jogos intercursos da Uniuv

 

 Acadêmicos entram no clima dos Jogos Intercursos da Uniuv. Para ajudarem seus times os alunos torceram com toda sua força e criatividade.

Continue reading “Torcidas organizadas animam os jogos intercursos da Uniuv”

Rafael Custódio foi o palestrante de quarta-feira na Semana da Comunicação

Rafael Custódio é jornalista, apresentador e editor-chefe do Jornal do Almoço da RBS TV de Joinville. Apresentou na noite do dia 27 de maio a palestra com o tema: Os desafios de quem faz ao vivo

Continue reading “Rafael Custódio foi o palestrante de quarta-feira na Semana da Comunicação”

Tiago Stachon fala sobre o mercado de trabalho para os publicitários

A semana da Comunicação segue com sucesso: terça foi a vez de Tiago Stachon falar sobre o mercado publicitário

Continue reading “Tiago Stachon fala sobre o mercado de trabalho para os publicitários”

Acontece, essa semana, a tradicional Semana da Comunicação

“O evento está muito bem organizado, foi articulado com bastante antecedência, e houve um envolvimento maior dos acadêmicos neste ano”

  Continue reading “Acontece, essa semana, a tradicional Semana da Comunicação”

Caco Barcellos: o terceiro jornalista mais premiado de todos os tempos

Há  mais de 20 anos, o jornalista, repórter e escritor, com especialidade em jornalismo investigativo e documentário, é destaque no cenário nacional  Continue reading “Caco Barcellos: o terceiro jornalista mais premiado de todos os tempos”

Oficina de Stop Motion anima acadêmicos de Publicidade

Oficina teve o objetivo de introduzir conceitos básicos da linguagem audiovisual. “Stop Motion é uma técnica de animação em que tiramos sequências de fotos para dar a ilusão de movimento”, conta o professor  Fernando Gohl.

Continue reading “Oficina de Stop Motion anima acadêmicos de Publicidade”

Egresso da Uniuv fica em 2º Lugar no Sangue Novo

Repórter: Lucas Dams – acadêmico do 6º semestre de Jornalismo Uniuv

sangue novo 2013O egresso do Centro Universitário de União da Vitória (Uniuv), Marcelo de Lara, ficou entre os finalistas do 18º Prêmio Sangue Novo, com o trabalho em Comunicação Empresarial. O projeto foi realizado ainda quando Lara estava no último ano de faculdade, na disciplina de Planejamento em Comunicação Empresarial, ministrada pela professora Ana Cristina Bostelmam. Esse foi o primeiro prêmio ganho pela instituição na área de assessoria de comunicação.

A entrega dos prêmios para os finalistas foi realizada no Memorial de Curitiba no dia 30 de outubro. Lara ficou em segundo lugar na sua categoria. O Sangue Novo busca valorizar a inovação dos estudantes em Jornalismo de diversas instituições do Paraná.

Esse não foi o primeiro prêmio que acadêmicos de Jornalismo da Uniuv recebem. Em 2012, os acadêmicos do oitavo semestre ganharam um prêmio com o Blog de Comunicação, e  Kiara Domit, com Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), onde desenvolveu um trabalho em quadrinhos, e ganhou na categoria produto/projeto Jornalismo Livre, .

Em 2011, Veridiane Sander ficou com o segundo lugar na categoria projeto de telejornalismo com o tema “É hora de aprender as lendas regionais”. No ano anterior a Uniuv foi novamente premiada duas vezes, com Rodrigo Seccon, e seu portal de internet Jmais, e Camila Valéria de Lima, com o programa Retrato, produto telejornalístico.

O primeiro prêmio que o curso de jornalismo da Uniuv recebeu no Sangue Novo foi o projeto jornal para internet com o portal “bicicletas.jor.br” da acadêmica Jussara Leite.

 

Conheça mais sobre as conquistas do curso clicando aqui

Alunos e egressos de Comunicação apresentam trabalhos no X Enaproc da Uniuv

Repórter Bruna Kobus: acadêmica do sexto semestre de Jornalismo 

enaproc (9)

Na noite de 6 de novembro alunos do oitavo semestre de Comunicação Social do Centro Universitário de União da Vitória (Uniuv) apresentaram seus Trabalhos de Conclusão de Curso (TCCs) no X Encontro Anual de Produção Científica (Enaproc). As apresentações de Comunicação Social foram realizadas no segundo piso da Instituição.

Com início às 19h, Marcelo de Lara, egresso de Jornalismo, mostrou em slides o processo de produção de sua monografia, concluída em 2012.

Marcelo escreveu sobre a religião nas pautas da Folha de São Paulo e Gazeta do Povo. Foram cinco meses apenas para análise do material.

enaproc (3)

Logo após Lara, o acadêmico do último ano de Jornalismo, Marcelo Kloczko, apresentou seu livro-foto-reportagem. Nele Marcelo conta a história de Dunha, o primeiro fotógrafo da cidade de Cruz Machado.

Ao longo da apresentação de Kloczko havia um anexo que deixou todos os presentes impressionados.  Marcelo mostrou uma das fotos que Dunha tirou quando fotografava para a Polícia do município. “Tinha muitos outras fotos desse jeito, mas não quis perder o foco do livro colocando elas. Dunha tirava as fotos de graça para a Polícia, nunca ganhou nada com isso, além de ser o único na cidade que tirava foto”, conta.

Veja os slides: Memórias Reveladas

 

enaproc (11)

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Após o intervalo, foi a vez dos alunos de Publicidade e Propaganda. O primeiro grupo, Sniper, contou sobre a campanha publicitária que realizaram para a sorveteria Klomix.  “A gente apresentou só o primeiro TCC, o que já estava finalizado, pois o último ainda está em fase de conclusão”, confirma Aline Marques, acadêmica de Publicidade.

ozório

A Sniper é formada pelos alunos Aline Marques, Cris Morais e Ozório Filho.

Durante a apresentação Ozório explicou o significado da Agência, o que surpreendeu um dos monitores da sala, a professora de Publicidade e Propaganda, Gabrielle Saniszewski.

O acadêmico de Publicidade explicou que o nome da agência significa “atirador de elite” em inglês. E o motivo dessa nomenclatura é que a Agência vai direto ao assunto, com um único tiro igual a um Sniper, a Agência consegue com uma campanha atingir os objetivos do cliente.

Mas, antes da Agência Sniper, as alunas Aline Graef, Ágatha Gomes e Luna Melo também mostraram a primeira produção do Trabalho de Conclusão de Curso.

aline

 

Os Trabalhos de Conclusão de Curso que realizamos tem como principal objetivo nos aproximar de duas diferentes realidade de mercado. O mais importante é que temos que nos dedicar a cada etapa de uma campanha, para que o todo seja o resultado de um trabalho legal. Eu vejo o TCC como uma forma de unir tudo que aprendemos na faculdade e muito mais, a parte “acadêmica” do trabalho exige que façamos pesquisas relacionadas ao mercado que escolhemos trabalhar, aumentando assim ainda mais nosso repertório como alunos e profissionais“, conta Aline sobre as campanhas desenvolvidas e também a apresentação realizada no Enaproc.

O último trabalho da noite foi de Marcelo Götz Mayer que apresentou uma campanha elaborada para o Jóia Tênis Clube em Porto União. Mayer trabalhou com a publicidade personalizada para cada cliente. Marcelo trabalhou com temas para a classe A e baseado na compra de Jóias.

marcelo-mayer

 

 

 

“O motivo de escolher o Jóia foi por ser um tipo de cliente que não estava acostumado a trabalhar, que gerasse um desafio então  o melhor é sempre escolher o novo, pois o desafio é o que move a nossa vida.

 

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Talento Jornalismo: Alunos da Uniuv realizam trainee da RPCTV

Dois acadêmicos já passaram pelo Programa, outra aluna aguarda a última lista de aprovados para o Talento Jornalismo 2014

Repórter Bruna Kobus: acadêmica do sexto semestre de Jornalismo

O Curso de Comunicação Social Habilitação em Jornalismo do Centro Universitário de União da Vitória (Uniuv) a cada ano aumenta a lista de alunos exemplos. E para confirmar basta ver quais são os nomes dos aprovados no Talento Jornalismo do Grupo Paranaense de Comunicação (GRPCOM) desde 2010.

murilo
Murilo Souza conta que trainee do Talento Jornalismo deve ser esforçado, dinâmico e determinado (Reprodução Facebook)

O pioneiro da Instituição, Murilo Souza, passou no Talento Jornalismo no último semestre da faculdade, em 2010. Mesmo sem saber exatamente como era a avaliação decidiu se inscrever. “Foi uma colega de faculdade que viu a propaganda na TV e me incentivou a fazer a inscrição. Depois disso fui pesquisar e decidi arriscar”, conta.

Por estar atarefado com o Trabalhado de Conclusão de Curso (TCC), Murilo não montou um cronograma de estudos, mas afirma que a atenção nas aulas fez toda a diferença durante as avaliações e ao longo do Programa. “Não só o conteúdo de sala de aula, mas o senso crítico que a gente desenvolve ao longo da faculdade. Isso também é muito importante, porque durante o trainee ocorrem muitos debates, as aulas exigem a participação do aluno e você deve estar preparado para argumentar.”

Após aprovado, foram mais quatro meses na capital paranaense estudando. “Foram dois meses de teoria, com aulas sobre os mais diversos assuntos específicos do Jornalismo e temas gerais, como Direito e Ética. Depois houve a divisão da turma, metade foi para a prática na Gazeta do Povo e a outra metade para a RPCTV. O objetivo é capacitar e desenvolver o profissional para atuar preferencialmente nos veículos do Grupo Paranaense de Comunicação.”

São três cursos de capacitação, Jornalismo Multimídia, Televisivo e Reportagem Cinematográfica, Murilo cursou Jornalismo Televisivo, pois era a área que pretendia trabalhar. “Como sonhar não custa nada, sempre me imaginava atuando em uma grande emissora, só não esperava que tudo acontecesse tão rápido. Em pouco mais de dois anos de formado já fiz muita coisa, por isso só tenho a agradecer pela oportunidade, mas claro que quero muito mais”, completa Murilo.

Hoje, Souza trabalha na RICTV, afiliada da Rede Record em Santa Catarina, onde começou após dois meses de formação no trainee da RPCTV. “Entrei em julho de 2011 na sucursal de Rio do Sul, região de Blumenau, onde permaneci até junho de 2012. Fui transferido para a TV de Chapecó, no Oeste do estado onde estou até hoje. Sou repórter e eventualmente apresento os telejornais ao meio-dia e a noite.”

Murilo é um grande incentivador para que novos alunos da Uniuv se interessem pelo Programa Talento Jornalismo.

Depois do primeiro …

crisseli
Criselli entrevista Arnaldo Antunes durante o trainee da RPC. A reportagem foi ao ar na programação da ÓTV (Reprodução Facebook)

Outra aluna que também compõe o banco do Talento Jornalismo é Criselli Montipó. Formada em Jornalismo pela Uniuv e Mestre em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina, Criselli foi aprovada no trainee em 2012 e cursou o Programa este ano. “O curso foi incrível e o retorno profissional também. A fase teórica em São Paulo e Curitiba é integral. No começo tem o curso presencial em SP no Instituto Internacional de Ciências Sociais (IICS). Depois, ao voltar para Curitiba, há mais uma etapa de curso teórico de mais de um mês, ambas as etapas o dia todo, 8 horas por dia. Na fase prática as turmas se dividem (TV, online e impresso) e a carga horária se adequa ao veículo em que você estiver atuando”, explica Criselli.

E assim como Murilo, Criselli também espera ver mais colegas da Uniuv participando do trainee. “Torço que outros egressos da Uniuv participem do programa. Nossa formação, na Uniuv, prepara para o mercado de trabalho de forma geral, pois temos bons professores e uma formação humanista – características valorizadas no Programa Talento Jornalismo.”

Contando com isso, a acadêmica do oitavo semestre de Jornalismo, Thais Lima, é mais uma candidata da Uniuv que aguarda o resultado da prova presencial do Talento Jornalismo realizada no dia 19 de outubro em Curitiba. “A primeira fase foi uma prova online, não era difícil, mas tinha a pressão do tempo, pois tem dois minutos para responder cada questão.”

Contudo a prova presencial, a qual espera o resultado, é voltada especificamente para área de atuação no trainee. No caso de Thais a área de Jornalismo Televisivo também a encantou. “Tudo me encaixa para o impresso, mas eu tive a curiosidade de tentar TV e se é para eu aprender ali (Talento Jornalismo) sei que é o lugar certo.”

thais
Thaís Lima se forma este ano e aguarda ansiosa pelo resultado do Talento Jornalismo 2014 (Reprodução Facebook)

Sobre o conteúdo Thaís dá uma dica: acompanhar os jornais durante a semana. “Caiu muito atualidade, se você lê jornal vai saber as respostas”, comenta.

Thais Lima ainda conta que matérias como Artes e Economia também fazem parte dos questionários online.

Outra dica é de Criselli, que se está se preparando para o doutorado e atualmente cursa especialização em Jornalismo Literário. “O Programa Talento Jornalismo ajuda na preparação para o mercado, mas tudo depende de você. Na nossa profissão, não dá para parar, tem que se aperfeiçoar sempre”, finaliza.

Talento Jornalismo

Programa para acadêmicos e egressos, o Talento Jornalismo é um programa de capacitação e retenção de profissionais na área do Jornalismo. Quem pode participar? Apenas alunos de Jornalismo que estejam cursando o último ano de graduação ou profissionais já formados na área. O curso tem duração de quatro meses e é realizado em Curitiba.

São quatro etapas de seleção: prova online, prova escrita, aprovação nas aulas teóricas, teste de vídeo e formatura.

As inscrições são abertas todos os anos a partir do segundo semestre. Após a inscrição o candidato é direcionado automaticamente para a página de avaliação online. Se for aprovado receberá um e-mail com local e data da prova presencial.

Os nomes dos aprovados no Talento Jornalismo 2014 serão divulgados em dezembro.

 

 

Projeto Envolver entrega 150 brinquedos para crianças do São Bernardo do Campo

Acadêmicos de Jornalismo e Publicidade da Uniuv finalizaram a primeira campanha voluntária da marca Envolver neste mês

Repórter Bruna Kobus: acadêmica do sexto semestre de Jornalismo 

Depois de cinco meses divulgando a primeira campanha do voluntariado universitário do Curso de Comunicação Social da Uniuv, os alunos de Jornalismo e Publicidade da Instituição, que fazem parte do Projeto Envolver, entregaram no dia 9 deste mês 150 brinquedos para crianças do Bairro São Bernardo do Campo em Porto União. Cerca de 120 crianças participaram da entrega.

Alunos de Odontologia da Uniuv também participaram do Projeto com orientações sobre higiene bucal
Alunos de Odontologia da Uniuv também participaram do Projeto com orientações sobre higiene bucal

Mas, não foram só os brinquedos que fizeram a tarde de sábado ser especial para os pequenos. Antes da entrega, os voluntários organizaram um dia de recreação, com brincadeiras, orientações e também lanchinhos.

As crianças pularam na cama elástica, pintaram as bochechas com o símbolo do Batman, ganharam Kits para a higiene bucal e também pararam para comer cachorro quente e tomar refrigerante.

Segundo a aluna do segundo semestre de Publicidade e Propaganda, Marília Stasiak, o Envolver não foi apenas um projeto para doações. “O Projeto é muito mais que doar brinquedos, é doar alegria, e hoje é o dia que a gente está vendo essa alegria no sorriso de cada uma dessas crianças”, afirma.

Os alunos chegaram logo cedo no Bairro. Na manhã de sábado, 9, eles estavam no pavilhão da Igreja do São Bernardo para cortar os pães para o cachorro quente e deixar tudo encaminhado para a tarde de diversões. Porém, todo o trabalho do Projeto não atrapalhou em nada a vida dos acadêmicos, ao contrário, animou mais ainda. “Participar do projeto foi muito gratificante, ver o sorriso das crianças, não tem valor algum que pague e a sensação de dever cumprido”, conta a voluntária e acadêmica do quarto semestre de Publicidade e Propaganda, Juliana Gohl.

Durante a Campanha, acadêmicos de Comunicação receberam orientações da Professora Fahena Porto Horbatiuk
Durante a Campanha, acadêmicos de Comunicação receberam orientações da Professora Fahena Porto Horbatiuk. Na foto (esquerda para a direita) estão Matheus Iltchechen, Marina Costa Joly Banhara Lucas Ferreira, Juliane Gohl, Marília Stasiak, Mariane Huryn junto com a professora Fahena Porto Horbatiuk

 

E agora?

Este foi o primeiro ano do Projeto Envolver. A marca do voluntariado acadêmico de Comunicação Social da Uniuv tem ação continuada. “O Envolver é um voluntariado dos alunos de Comunicação da Uniuv, tanto de Jornalismo quanto de Publicidade, e é um programa que todos os anos os alunos vão criar uma campanha social para a marca”, afirma Lucas Ferreira, voluntário e acadêmico do segundo semestre de Publicidade e Propaganda.

Lucas ainda pede para que todos os acadêmicos da Instituição se mobilizem e participem do Envolver. “Não é um programa só de Comunicação, a gente quer que alunos de todos os cursos participem”, convida.

E para o ano que vem, os voluntários já organizaram uma ação para ser desenvolvida pelo Projeto. “Em 2014, em parceria com o Curso de Engenharia Ambiental da Uniuv vamos trazer a Hora do Planeta para União da Vitória”, divulga Lucas.

Veja como foi a tarde recreativa no Bairro São Bernardo do Campo: