Garoto e Garota Uniuv 2015 é um sucesso de público

O evento aconteceu no The Hall, no dia 14 de agosto, e a aceitação foi tão positiva que o público pede “bis”

Repórter: Luciana Ignaszevski– acadêmica do 6º semestre de Jornalismo

 

As filas chegavam perto da esquina do The Hall Club New Concept, em Porto União, no dia 14 de agosto, e já do lado de fora mostrava o sucesso que o evento Garoto e Garota Uniuv 2015 seria. Esperando o início da festa, estavam acadêmicos do Centro Universitário de União da Vitória (Uniuv), a população e também acadêmicos das outras universidades de União da Vitória e Porto União. O público esperava ansiosamente para ver os candidatos a Garoto e Garota Uniuv 2015. O calor fora de época animava quem estava esperando e o som que tocava transmitia o sucesso daquela noite que ficou marcada no coração de muitos.

Porém, as filas não era grandes o suficiente para fazer com que os acadêmicos desanimassem. Ao entrar no Club, os convidados tinham a vista do Rio Iguaçu como obra de arte e uma área com um estilo rústico ao ar livre. Nem as mesas distribuídas e o bar com toda as suas luzes chamavam tanta atenção quanto o tapete vermelho onde os acadêmicos representantes de cada curso iriam mostrar sua beleza e desfilar. Segundo a presidente do Diretório Acadêmico (Data) e também estudante de Engenharia Civil, Juliane Kimberly Nielsen, o evento teve início no 2º Jogos Intercursos, que aconteceu na primeira semana de julho. “A ideia inicial era que fosse selecionado um casal de acadêmicos para representar o curso nos jogos, mas a ideia cresceu e se tornou Garoto e Garota Uniuv”, contou. Segundo Kimberly, a comissão organizadora do Intercursos teve a primeira ideia e o Data foi convidado para abraçar a causa. “Esse ano foi muito corrido, foi decidido fazer o concurso na segunda reunião com a comissão dos jogos. Precisávamos fazer as inscrições para que os acadêmicos representassem os cursos. Inicialmente seria apenas no jogos, mas a ideia cresceu. Para o ano que vem espero que a equipe que assumir o Data se organize antes e faça essa seleção”.

Expectativas

A acadêmica de Publicidade e Propaganda, Keety Hoberg, comentou que para o ano que vem espera que seja feita uma pré-seleção de candidatos. “Espero que cada sala selecione um casal para concorrer entre o curso, para depois disputar a vaga de Garoto e Garota Uniuv”, sugeriu. A princípio, os candidatos concorreriam apenas no jogos. Depois, foram avisados que iriam concorrer no concurso e isso pegou todos de surpresa. A acadêmica de Administração e ganhadora do segundo lugar, Laura Cristina Prochera, contou que inicialmente não iria participar do concurso, pois estava inscrita para jogar Futsal no jogos. Mas, com a desistência da candidata representante do curso e insistência da sua turma, resolveu aceitar o desafio. Para o acadêmico de Arquitetura e Urbanismo, Matheus Steptjuk, também foi uma surpresa o concurso. Segundo ele, a escolha dos candidatos de Arquitetura seria feita no último dia da Semana Acadêmica do seu curso. “Por livre e espontânea pressão dos amigos, colegas e professores fui escolhido de última hora para representar o curso e concorrer a vaga, não sabia do que se tratava direito, fui com muita vergonha, mas fui”, conta.

Mesa de jurados

A mesa de jurados foi composta pelo reitor da Uniuv, Alysson Frantz, os apoiadores do evento, Jorge Guill, da Jorge Guill Fotografias, a representante das lojas Zipperer, Danielly Gondim, e representando o Data, Douglas Waismann. Segundo a presidente, Kimberly, a Miss Mundo Santa Catarina, Nayara Guimaraes, também participaria da mesa de jurados, mas não pode se fazer presente por motivos pessoais. Os requisitos utilizados para o julgamento dos candidatos foram beleza, desenvoltura e, principalmente, a simpatia. Os candidatos tiveram duas aulas com o fotógrafo Jorge Guill e com Sérgio Guill, que já vem atuando no campo da moda e treinaram a Miss Mundo Santa Catarina. Quando o desfile começou, a ansiedade do público tomou conta. Cada casal representante do curso desfilou e, depois, a disputa era individual. Assim, os jurados puderam avaliar melhor os candidatos que desfilavam. Segundo a ganhadora do segundo lugar, Laura, o nervosismo era tanto que não podia controlar. “Eu estava sentindo tanta coisa, não via ninguém, apenas os jurados. As pessoas que estavam torcendo, os gritos, não via nada, pra mim estava tudo escuro, só via os jurados me avaliando”, conta. O Garoto Uniuv 2015, Matheus Stepjuk, contou que desde o início estava perdido, mas acabou se concentrando para não passar vergonha, cair ou algo do gênero. “Para mim sair de lá sem fazer uma ‘façanha’ dessas já estava de bom tamanho”, relatou. O primeiro lugar da Garota Uniuv 2015 ficou com a acadêmica de Odontologia, Thayane Raquel Vitorazzi, do terceiro ano. “Eu não espera por esse resultado, a competição estava muito acirrada, os outros candidatos eram muito bonitos e todos mereciam ganhar”.

O segundo lugar do Garoto Uniuv ficou com o curso de Comunicação Social. O candidato Amaral Junior representou muito bem o curso. O terceiro lugar contou com acadêmico de Sistemas de Informação, Sullivan Raziel dos Santos, e com a acadêmica de Engenharia Ambiental, Camila Nishioka Czelusniak. Os ganhadores Garoto e Garota Uniuv ganharam o prêmio de R$ 500 e mais um ensaio fotográfico com o fotógrafo Jorge Guill. O segundo lugar recebeu uma premiação de R$ 300 e o terceiro R$ 200.

A acadêmica Keety Hoberg contou que estava torcendo para o seu curso. “Primeiro temos que vestir a camiseta do curso, fiquei um pouco triste que a nossa ‘miss chaveirinho’ (Bruna Franco) não ganhou, mas acho que todos os candidatos tinham potencial para ganhar o concurso”, comenta. Após os desfiles e a eleição da Garota e Garoto Uniuv 2015 o público aproveitou o som da balada. Para quem chegou antes, o som da banda LedBeder tocava no Pub do The Hall. Depois, os fãs de sertanejo universitário puderam apreciar o som da dupla Matheus e Cristiano.

Apoiadores

Neste ano, o Garoto e Garota Uniuv contou com o apoio de diversas instituições, principalmente a Uniuv, Grupo Verde Vale Comunicação, Jorge Guill Fotografias, Espaço Menina Chique e as lojas Zipperer. A presidente do diretório, Kimberly, contou que os apoiadores foram muito importantes. Segundo ela, o Jorge Guill, que é fotografo em Porto União, treinou os candidatos antes do desfile, ensinando práticas como postura, simpatia entre outras coisas, além disso, foi jurado na mesa e premiou a Garota e Garoto Uniuv com um ensaio fotográfico. A Zipperer foi uma grande apoiadora também, pois alguns candidatos puderam escolher na loja as roupas que foram usadas no concurso. A Agência Experimental de Comunicação (DOING Agexcom) também teve um papel muito importante no concurso. Todo o material de divulgação e a cobertura no dia foi feita pelos acadêmicos que trabalham na agência.

Interação entre os cursos

Segundo a presidente, Kimberly, o principal objetivo do concurso é a interação dos alunos. “A gente quer ver os cursos interagindo e o concurso ajudou muito nisso. Queremos ver a faculdade aparecer e crescer também, não só no ensino mas em popularidade também”, justifica. O ganhador do concurso, Steptjuk, comenta que o evento é uma forma de conhecer novas pessoas, fazer novas amizades e desfrutar de momentos únicos, que marcam a passagem do acadêmico pela instituição. “Com certeza todos os envolvidos estão de parabéns pela iniciativa, pela organização e pelo sucesso que foi a festa de encerramento do concurso. Confesso que me sinto muito feliz por toda força e carinho que recebi antes e depois do concurso, principalmente da grande família de Arquitetura e Urbanismo, que me colocou nessa, de todos os amigos, da minha família, enfim, acho que isso foi mais importante do que qualquer prêmio, rótulo ou título. Com certeza é uma fase da minha vida que ficará marcada na minha história e que levarei pra sempre junto comigo”, justifica Steptjuk.

Para a acadêmica do segundo ano de Publicidade e Propaganda, Yasmin Marunhak a festa foi um sucesso. “Estava lotado, é um evento que deve ser feito todo ano, pois uniu todos os cursos e elevou o nome da instituição”. Já a acadêmica do primeiro ano de Jornalismo, Natalia Stankevicz, relata que a organização foi ótima. “Todos se empenharam para fazer deste evento um sucesso, espero que nos outros anos também aconteça, que se torne uma tradição da faculdade.” A festa foi um sucesso tão grande que o dia estava quase amanhecendo e os acadêmicos ainda estava no Club.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *