Imaginação e criatividade fizeram parte da Mostra do Coltec 2015

Imaginação e criatividade fizeram parte da Mostra do Coltec 2015

O evento tomou conta de toda a estrutura do Coltec e do Centro Universitário de União da Vitória (Uniuv). Os projetos estavam sendo apresentados no saguão, nas salas de aulas e também nos laboratórios.

Repórteres: Karoline Weber, Giselle Ovitski, Gisele Litwinski, Luciana Ignaszevski, Neli Oliveira – acadêmicas do 6º semestre de Jornalismo

 

DSCN9091[1]

 

O Colégio Técnico de União da Vitória (Coltec), realizou, na quinta-feira, 12, e sexta – feira, 13, a 17ª Mostra Multidisciplinar. O evento, que tem o objetivo de apresentar os trabalhos desenvolvidos em sala de aula pelos alunos, iniciou na quinta às 19h e terminou no dia seguinte, às 11h30.

Gustavo Benazzi, estudante do terceiro ano do Coltec, teve como projeto a criação de um Pub no saguão da Uniuv. A ideia principal era repassar tudo o que está vindo de produtos importados para as casas de show no Brasil.

DSCN9089[1]DSCN9070[1]
O espaço continha show ao vivo, sofás, mesas e jogos, fazendo com que os visitantes realmente se sentissem em um Pub de verdade.

Já no espaço de estudos da Biblioteca, no segundo andar da Uniuv, abrigava desde gaúchos até motoqueiros. Porém, foi a ‘sala reservada’ que mais chamou a atenção dos estudantes  que visitaram o evento. O projeto “Banana’s Tatto” desenvolvido pelo primeiro ano de multimídia, com orientação do Professor Fernando Gohl, mostrava a história da tatuagem na prática. A maquininha desenvolvida com sucata de barbear fez a alegria dos visitantes. “Os alunos podem sentar ali e tatuar na banana. Sentir a experiência de ser tatuador por uns minutos”, comentou Gohl, que estava caracterizado de tatuador.  
DSCN9056[1]DSCN9058[1]

Para os que preferem um programa mais calmo, havia a opção de ir até o laboratório de rádio da Uniuv e acompanhar um cinema em 3D. O trabalho desenvolvido pelas alunas Eduarda Scolaro, Ana Martendal, Laura Ribas, Maria Helena e Julia Levis, com orientaç12265619_912426005489909_1158429769851749460_oão do professor Sergio Guil, mexia com a imaginação do público, que, ao mesmo tempo, saboreava uma pipoca.

A aluna Gabriela Jarenchuck comentou que o objetivo era achar um projeto que chamasse bastante a atenção e que, assim, várias pessoas tivessem o interesse de participar. A ideia deu certo. Para assistir as imagens que pareciam sair da tela do projetor, precisava primeiro, enfrentar uma fila.

DSCN9025[1]Outra sala que estava sempre lotada era a do circuito dos desafios. Além do tiro ao alvo, torre de copos e desafio da bexiga, havia o labirinto elétrico. Nesse jogo, o aluno tinha que passar por todo o labirinto sem encostar a argola no fio. Ao encostar, uma sirene disparava e o aluno perdia. A elaboração desse projeto ficou a cargo de Gustavo Tonkio, aluno do terceiro ano do Coltec. “Pensamos em colocar uma lâmpada no lugar da sirene, mas para a lâmpada acender ela precisa de uma eletricidade continua, não é só o baque, então optamos pela sirene, assim ficou divertido. O pessoal pula ao se assustar”, explicou Tonkio aos risos.

DSCN9022[1]

Os acadêmicos visitantes adoraram. Lorena Freisleben, do oitavo semestre de Administração, confirmou que a Mostra estava bem legal. Ela disse que assim, todos podiam ver o que os alunos estão desenvolvendo em sala de aula e que o evento se torna  uma diversão para todos.

Já a acadêmica do sexto semestre de Publicidade e Propaganda, Caroline Ferreira, confirmou que estava tudo muito legal, mas que devido as filas, teve que desistir de ver alguns projetos. “Eu queria ir à sala do terror, mas não consegui, pois a fila estava enorme. Mas já fui ver o projeto da banana e é o que achei mais legal de todos que já visitei”, complementou Caroline.

Imaginação e criatividade não faltaram nesses dois dias de Mostra Multidisciplinar. Confira abaixo a galeria de fotos e vídeos e veja um pouco mais do que foi o evento:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *