Torcidas organizadas animam os jogos intercursos da Uniuv

 

 Acadêmicos entram no clima dos Jogos Intercursos da Uniuv. Para ajudarem seus times os alunos torceram com toda sua força e criatividade.

Repórter: Karoline Emely Weber Amaral – acadêmica do 6º semestre de Jornalismo

 

11891993_816563561776396_8215468147139770912_nAs torcidas organizadas vêm sendo mais visadas pelo público do futebol. Grande parte dos times tem seus gritos de guerra, seus hinos e sua bandeira. Não foi diferente da grande torcida dos acadêmicos do Centro Universitário de União da Vitória (Uniuv). Desde o primeiro dia dos Jogos Intercursos 2015, as torcidas competiam entre si e torciam por seu curso.

Ali, no ginásio da Uniuv, estava estampada toda criatividade dos acadêmicos. Havia cartazes, bandeiras, tambores, pandeiros (todos os tipos de batuques), apitos, rostos pintados, megafone, confete, pompom e ainda mascotes que animavam as torcidas. Entre eles, encontrava-se uma calculadora simbolizando o curso de Ciências Contábeis.

11892183_816563658443053_908115807585522807_nOutro mascote animado era o galo, representando o Curso de Comunicação Social.  “Estar em quadra e ver a torcida fazendo um barulho ensurdecedor foi de arrepiar, espero que no próximo ano a qualidade se mantenha”, conta Luan Ossak, treinador do time Ticaricatica Show Feminino, do curso de Comunicação. Ele ainda diz que participar dos jogos foi divertido e emocionante.

 

 

DSCN8878O time e a torcida Ticaricatica Show representam o curso de Comunicação Social (Jornalismo e Publicidade e Propaganda) e contam com a presença de egressos, acadêmicos, visitantes e professores do curso. Nos Jogos Intercursos do ano passado foi formado um time apenas, de futsal masculino. Já esse ano foi a vez das meninas formarem um time e se arriscarem a jogar futsal nas quadras da Uniuv. Mesmo sem a vitória, a torcida continuou animada e empolgada, passando aos jogadores um pouco de conforto.

A candidata à garota Uniuv pelo curso de Comunicação Social, Bruna Franco, conta que ficou nervosa antes das apresentações e durante as torcidas. “Até na hora do jogo eu não ligava para o outro time, mas sim para dar a melhor torcida para o meu.”

 

Comunicakombi também vira cenário da torcida

11826001_816563555109730_6715905134919851141_nNa quinta-feira os acadêmicos levaram a famosa Kombi de Comunicação para fazer parte da torcida. Junto com ela o banner do curso e TNT nas cores do time, que ficaram estendidos na arquibancada. Os Ticaricatica Show estiveram presentes em todos os jogos desde o primeiro dia.

Durante os jogos que não eram do curso, eles ficavam apenas batucando, mas quando os ticaricaticas entravam em campo colocavam toda sua força na voz para cantar seus gritos de guerra e torcer pelo time. A vibração e a animação eram tanta que ecoava pelas redondezas do ginásio. A arquibancada tremia com o famoso grito: “Aqui tem um bando de louco, louco por TICA-RICA-TICA” ou com o “Ticaricatica tica ta”.

Luciane Casal, acadêmica do segundo semestre de Publicidade e Propaganda, foi a goleira do time Ticaricatica Show feminino. Para ela a criatividade e a iniciativa das torcidas marcaram esses dias de jogos. “Você fica nervosa em ouvir a torcida eufórica, gritando seu nome, então tudo fica animado.” Ela ainda diz que os jogos foram bem organizados e as torcidas deram um show.

 

 

 

 

https://www.youtube.com/channel/UChELdQuz225dLB25_i2TlDg

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *