Acadêmicos do 3ª ano de Jornalismo produzem a 2ª edição da Revista Cobaia

Repórter: Deiwerson D. dos Santos – acadêmico do 6º semestre de Jornalismo

 

Durante o período de quatro anos de estudos, em que acadêmicos do curso de Comunicação Social passam no Centro Universitário de União da Vitória (Uniuv), muitas atividades são realizadas. Do primeiro ao quarto ano, tarefas gradativamente passam da teoria para a prática, o que dá ao acadêmico do curso a ideia exata de como será a produção no meio jornalístico ou publicitário no mercado de trabalho.

Para exemplo, no jornalismo, há a produção do “Jornal Observatório”, que neste ano teve duas edições, e também a “Revista Cobaia”, que no fim de novembro sairá sua segunda edição. A ideia da Revista surgiu em consequência da produção já existente do jornal, produzido também pelos acadêmicos.

O professor de Redação Jornalística e Planejamento Editorial e Gráfico do terceiro e quarto ano de Jornalismo, Edinei Wassoaski, é quem comanda os alunos em todo o contexto destes dois projetos. Desde a discussão de ideias até o trabalho pronto e impresso.

Perguntado à Wassoaski como e quando surgiu a ideia de criar uma revista, ele diz que se deu pelo fato de já haver o jornal Observatório, assim, era necessário que os acadêmicos também produzissem um material a mais de provável uso no futuro profissional. “Como já tínhamos o Observatório, queríamos incluir algo a mais. Aí surgiu a ideia da Revista Cobaia, isso ano passado (2011). A ideia era justamente dar serviço aos alunos, já que no primeiro semestre eles produzem o Jornal e no segundo semestre eles produzem a Cobaia. O processo para conclusão da Revista Cobaia dura aproximadamente quatro meses, já que é preciso reuniões de pauta, discussão de como vai ser o planejamento gráfico do material e diagramação,” conta.

Rodrigo Reis, acadêmico do terceiro ano de Jornalismo, fala da importância de se produzir um material como a Revista Cobaia no período acadêmico. “Profissionalmente é algo que eu vejo como um algo a mais. Neste período de diagramação da Revista, é quando eu posso direcionar o que eu desejo, é um recurso que posso usar futuramente, e disso, preciso saber ao menos o mínimo de como se faz a diagramação deste tipo de material” relata.

Thaís Lima, que também está na fase de diagramação da Revista, vê que esta realização é uma experiência. “Quanto a diagramação, era uma área que eu esperava muito aprender, tinha muita curiosidade em saber como é este modelo de criação. Tenho vontade de trabalhar nesta área, não imaginava, mas agora trabalharia sem problemas. Tenho ainda algumas dificuldades, mas isso tudo é legal pelo resultado visto depois,” explica.

Thaís ainda fala, que uma produção acadêmica como a Cobaia é fundamental em cada afazer e, realmente prepara para o mercado de trabalho, dando ao aluno, visão e aprendizado.

Elisiane Domainski, acadêmica do quarto ano, também de Jornalismo, produziu a Revista Cobaia em 2011, e conta que o material serviu para seu currículo, o que é muito importante. “Eu produzi uma grande reportagem. A diagramação da Revista foi uma fase que me ajudou muito, já que meu projeto foi embasado nisto. Produzi uma revista para adolescentes,” diz.

Edinei Wassoaski conclui dizendo em que será diferente em comparação ao ano passado. “O projeto gráfico da Revista está mais amadurecido, aprimorado e melhor elaborado,” revela.