Projeto Rondon: Aluna de jornalismo é a nova integrante da equipe da Uniuv

Repórter: Lucas Dams – acadêmico do 5º semestre de Jornalismo

bruna_werle_rondon
Bruna Werle de Oliveira, acadêmica de Jornalismo

A equipe do Centro Universitário de União da Vitória (Uniuv) que integra o projeto Rondon com destino a Nunes Freire (MA) tem uma integrante nova. A acadêmica Bruna Werle de Oliveira, do quinto semestre de jornalismo, foi convocada após a desistência de Thais Ribeiro do curso de Publicidade e Propaganda. Bruna tinha se classificado na nona colocação, sendo a primeira suplente caso houvesse desistência.

Bruna destaca que o projeto é uma lição de vida e cidadania. “Aprender a aceitar cada um como um ser único e tratá-lo com igualdade. Porque não somos mais que eles por sermos do sul, e eles não são menos que nós por viverem em situações precárias”, destaca.

Usar o Rondon para aperfeiçoar seu trabalho, esse é um dos seus objetivos. “Profissionalmente, viver essa experiência abrirá meus olhos e minha mente sobre a cobertura jornalística”, disse. Para ela, essa experiência será um diferencial em sua carreira e contará pontos em seu currículo. Além de ser uma forma de contribuir para um mundo melhor por meio de seu trabalho. “Sei que o pouco que eu fizer será muito para eles”, conclui.

Outra acadêmica participante do projeto é colega de Bruna e também acadêmica de Jornalismo, Mayara Mugnol, que pretende trabalhar junto para desenvolver oficinas relaciona a área da comunicação.

O Projeto Rondon é coordenado pelo Ministério da Defesa. Seu objetivo é promover a integração social na busca de soluções que contribuam para o desenvolvimento sustentável de comunidades carentes e ampliem o bem estar da população. O Rondon é realizado pela parceria de diversos Ministérios e tem o apoio das Forças Armadas, que dão suporte logístico e segurança necessária às operações. Ainda recebe a colaboração de Governos Estaduais, de Prefeituras Municipais e de empresas socialmente responsáveis.

Essa é a segunda vez que a Uniuv participa do Projeto Rondon. Em sua primeira participação os alunos foram atuar em Irará, na Bahia.